skip to Main Content
+55 11 3884-5235 / 3885-3083/ 97592-6354 +55 11 97592-6354

Ansiedade em crianças e adolescentes

ansiedade em crianças e adolescentes

Entenda como pais e a escola podem ajudar a amenizar os sintomas de ansiedade em crianças e adolescentes

Ansiedade é um distúrbio comportamental e emocional comum em crianças e adolescentes. Segundo o estudo Transtornos da Ansiedade, do Serviço de Reabilitação e Ensino em Neurociência Educacional (Serene), cerca de 13% das crianças e adolescentes apresentam sintomas de ansiedade significativos em algum momento de suas vidas. Metade deles desenvolvem limitações decorrentes. 

Nessa faixa etária, o transtorno envolve a escola em diversas de suas variações. O espaço que deveria ser lúdico, de aprendizagem e convívio com amigos pode se tornar o gatilho para iniciar sentimentos e reações que, quando não abordados corretamente, resultam negativamente no aprendizado e até na vida pessoal na fase adulta.

 

A ansiedade e o medo de ir para a escola

A ansiedade em crianças e adolescentes pode ser gerada pela preocupação em duas frentes principais: a desconfiança em relação ao próprio desempenho e o julgamento dos colegas. Também é muito comum o sentimento de inferioridade em relação ao desenvolvimento de tarefas que parecem simples para os outros, mas que são consideradas bastante complexas para quem sofre com distúrbios de ansiedade. 

O transtorno traz sofrimento e gera limitações significativas, muitas vezes, crescentes. Em seu ápice, não é raro que as crianças peçam para não ir à escola, chorem ou relutem ao máximo no momento da saída de casa. Adolescentes podem apresentar sintomas físicos com queixas de dores de cabeça, estômago e problemas intestinais. 

 

Escola especializada em atender alunos com dificuldades de aprendizado pode ajudar em quadros de ansiedade

 

Como agir se seu filho apresentar quadro de distúrbios de ansiedade?

As primeiras manifestações contrárias à ideia de ir à escola ou queixas frequentes podem servir como primeiros alertas aos pais. O jovem com ansiedade pode ser inquieto, irritável, ter falta de concentração, pensamentos acelerados e indesejados, falta de ar, insônia, pesadelos, náuseas, sentimentos de tragédia iminente, preocupação excessiva, ataques de pânico, entre outros sintomas.

O tratamento é feito com terapia na linha cognitivo-comportamental, que ensina sobre autocontrole e estimula o autoconhecimento do indivíduo.

É fundamental que haja sempre canal para diálogo entre pais e filhos. Além disso, vale propor atividades que aproximem ambos, como exercícios de respiração e relaxamento para fazer em conjunto. 

E mantenha sempre a paciência – o que é normal para você pode causar ansiedade e frustrações nele.

 

Saiba mais sobre TDAH

Como é o trabalho de mindfulness em crianças em idade escolar

 

Ensino individualizado ajuda a amenizar os sintomas de ansiedade

O ensino especializado pode fazer toda a diferença no aprendizado de crianças e adolescentes com distúrbios de ansiedade. Começando pelo acolhimento das questões individuais e o auxílio na interpretação correta das capacidades do aluno. Aulas mais interativas e que estimulem a mobilidade do aluno ajudam a desfocar do sentimento de ansiedade. É importante também manter a previsibilidade, permitir que a criança tenha uma noção mais ampla do contexto, tempo e propósito de suas atividades e do que é esperado dela.

O Colégio Winnicott trabalha com abordagem multidisciplinar e está preparado para dar o suporte necessário para os alunos com dificuldades de aprendizagem decorrentes da ansiedade e de outros transtornos.

 

Saiba mais – fale conosco.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
WhatsApp chat