skip to Main Content
+55 11 3884-5235 / 3885-3083

O Colégio Winnicott e o ensino a distância na pandemia de coronavírus: a construção de uma nova experiência

Vivemos um momento sem precedentes que nos convida a buscar soluções inovadoras e que se mostrem funcionais a demandas tão diversas

O surgimento do novo coronavírus, um inimigo invisível, nos colocou no isolamento obrigatório e nos fez pensar em diferentes maneiras de continuarmos o trabalho educacional sem prejuízo para nossos alunos e suas famílias. 

Neste cenário, o ensino a distância na pandemia de coronavírus que o Colégio Winnicott optou se apresentou como primeira alternativa, uma vez que permitiu adequação de espaço e tempo em conformidade com a proposta de dar continuidade ao ano letivo.

Mas, como toda mudança, nos exigiu uma reflexão bastante minuciosa para oferecer o que há de melhor aos nossos estudantes, ao mesmo tempo em que procuramos sanar as dificuldades que apareceram ao longo do processo. 

Em nosso entender, precisamos levar em conta a importância que a questão educacional tem para as crianças e jovens. Precisamos elaborar programas de estudo dentro da grade curricular proposta pelo MEC aliados a uma metodologia que amenize, em parte, o impedimento da presença física do professor, que como sabemos, é tão importante na relação ensino-aprendizagem.

A seguir, veja como foi nossa adaptação para o ensino a distância na pandemia de coronavírus:

 

Momentos de troca continuam

Aulas dinâmicas, participativas, recursos audiovisuais atrativos e bem elaborados são alguns dos pré-requisitos para uma aula a distância bem sucedida.

Optamos por criar momentos em grupo, em que a troca e o trabalho em rede se façam presentes. Pontualidade, compromisso, respeito e responsabilidade foram competências exigidas de ambas as partes para que obtivéssemos sucesso na proposta.

 

Estratégias para aumentar a concentração do aluno

Alguns desafios se impõem no EaD: a distração é um deles. É mais fácil perder o foco nessa modalidade, em que são muitos os estímulos e nem todos controláveis pelo professor. Dessa forma, o aluno está tendo que lidar com as distrações de forma individual. Uma sugestão foi desligar o aparelho celular e a televisão no momento em que se dedicavam às lições e videoaulas.

 

Organização e cooperação dos pais

O sucesso do aprendizado depende da organização e do planejamento do aluno em definir e cumprir os horários, com uma rotina de estudos bem elaborada, muitas vezes, supervisionada pelos pais, que estão em home office neste período conturbado de nossa sociedade.

 

Ganho de autonomia

E, por fim, mas não menos importante durante o ensino a distância na pandemia de coronavírus foi a questão da autonomia, com a qual temos que lidar para ajudar alguns de nossos alunos. 

Apesar de ser um ganho para a vida estudantil, a autonomia pode ser um desafio para muitos estudantes que precisam buscar outras fontes de conhecimento para além do professor em sala de aula. Com o EaD, eles devem aprender a se organizar com mais independência e criatividade, pois são levados a se apropriar do seu papel ativo e participativo no processo de aprendizado. 

 

Aos pais e docentes, nosso agradecimento!

A proposta de ensino a distância na pandemia de coronavírus não poderia ser bem sucedida se não fora o uso da tecnologia que abriu grandes portas para o mundo do conhecimento. 

Fundamental também foi o apoio e a colaboração de toda nossa equipe docente e das famílias de nossos alunos que, trabalhando em conjunto conosco, permitiram a construção de uma nova experiência. A vocês, nosso muito obrigado!

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top